Economizar energia ajuda a evitar surpresas na conta de luz

21/01/2016 01:29

Verão favorece maior consumo de energia elétrica

 

Crédito:Fábio Radke

 

Energia elétrica está mais cara desde a virada do ano

As temperaturas elevadas no verão levam, inevitavelmente, ao aumento do consumo de energia elétrica. Para fugir da sensação de calor, alternativas como o uso de ar-condicionado e ingestão de líquidos gelados refletem na utilização de determinados aparelhos que resultam em maior consumo de quilowatts (kW).

 

E os consumidores, que já estão sentindo a alta de mais de 50% na conta de energia elétrica desde o ano passado, ainda precisam considerar que está em vigor a bandeira tarifária mais cara, a vermelha (acréscimo de R$ 4,50 a cada 100 quilowatts-hora – kWh – consumidos), e também o aumento da alíquota de ICMS sobre o consumo de energia elétrica, que subiu este mês.

 

Para ter uma dimensão disso na conta de luz dos gaúchos, quem pagava R$ 100, por exemplo, passa a pagar R$ 107,71, com alíquota de 30%. E deve pagar mais em breve, já que reajustes sobre a tarifa da energia elétrica acontecem todos os anos, sempre em 19 de abril. O percentual deste ano ainda será definido pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Em Novo Hamburgo, segundo a AES Sul, o valor médio da conta residencial comum atualmente é de cerca de R$ 165.

 

 

Região terá mais um dia de umidade do ar baixa e temperatura de quase 40ºC

 

Diretor-executivo da Fundação Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da Cunha, o engenheiro mecânico e eletrotécnico Ramon Hans explica que quanto mais antigo o aparelho, maior será o consumo de energia elétrica. “Às vezes, não compensa manter em uso uma geladeira velha ao adquirir uma nova, por exemplo, por que o gasto poderá ser maior do que o beneficio que ela vai proporcionar”, destaca.

Um dos vilões para o aumento da conta de energia no verão é o ar-condicionado, mas os gastos com o aparelho podem ser reduzidos a partir da utilização correta. “A potência do ar-condicionado precisa sempre estar bem dimensionada para o ambiente onde será usado. Dê preferência aos modelos com selo Procel ao invés de outros, com selo C ou D, que gastam mais energia”, destaca Fábio Guilherme Kley, proprietário de uma loja de eletroeletrônicos.

 

A temperatura recomendada para um consumo consciente é entre 24 a 26 graus, seja em um dormitório ou em escritório. Kley destaca que todo ar-condicionado, diferente do sistema, consegue reduzir uma diferença de 12 graus em relação à temperatura externa. Hoje, os mais comercializados são os de 9.000 BTUs.

Energia solar ajuda a baratear a conta
Para baratear o consumo de energia elétrica, o hamburguense Paulo César Barcelos, 41 anos, construiu um projeto de energia solar, mais tarde disponibilizado no mercado. “Minha conta era de R$ 600 e hoje pago R$ 100. Esse valor é da tarifa e do pouco consumo que temos à noite. Com um total de 20 placas, já é possível sair com 3.600 watts à disposição instantaneamente. Com o projeto, não é preciso autorização da concessionária e de engenheiro. Caso não tenha sol e acabe a bateria, a energia é captada da rua”, explica Barcelos.
O sistema Off Grid consiste na colocação de placas fotovoltaicas no telhado e, através de um inversor, os raios solares são transformados em energia, que é armazenada em baterias. O investimento inicial é de aproximadamente R$ 25 mil.
arte

 

Dicas valiosas
1. Em relação aos chuveiros, nos dias quentes coloque o aparelho na posição verão. Assim, o consumo de energia reduz em 30%. Um banho de 5 a 8 minutos é o suficiente. Os canais de saída de água devem ser limpos com frequência.
2. A potência do ar-condicionado deve ser diferente para cada tipo de espaço. Quando o aparelho estiver ligado, mantenha as janelas e portas fechadas. À noite, ligue o ar uma hora antes de dormir, ele vai “preparar” o quarto, refrescar o ambiente. Depois, desligue o aparelho.
3. Evite abrir muito a porta de refrigeradores.
4. Opte pelo uso do micro-ondas, que costuma ser mais econômico do que um forno elétrico ou uma sanduicheira.

Voltar

Contato

Girassol Energia Solar
Rua Dezessete 40 - Resende - Rio de Janeiro
CEP 27524-592
Fixo 3385-4331
WhatsApp- 24-999898-679
Twiteer: @GirassolEnergia
Instagram: @GirassolEnergia
Facebook: @GirassolEnergiaSolar

24-3385-4331

Novidades

  • 02/11/2017 00:00

    GERADOR DE ENERGIA CANADIAN S/ ESTRUTURA 1,34 kW (Impacto Mensal na conta 160kWh/m)

    O gerador de energia fotovoltaico de 1,34 kWp é composto por:
    1 INVERSOR CANADIAN 41001345 CSI-1.5K-TL POTENCIA 1,5KW MONOFASICO 220V WLAN
    4 PAINEL SOLAR CANADIAN CS6U-335P 72 CELULAS POLICRISTALINO 6 POLEGADAS 335W
    1 STRING BOX ECOSOLYS PJ063-17 1000V 32A 01 OU 02 ENTRADAS/ 01 SAIDA C/FUSIVEL                                        25MT CABO SOLAR NEXANS 51740 ENERGYFLEX BR 0,6/1KV (1500 V DC) PRETO/VERMELHO

    Não tem armação e nem aterramento

    ESTE PRODUTO TEM SEU DESEMPENHO APROVADO PELO INMETRO E ESTÁ EM CONFORMIDADE COM O PROGRAMA BRASILEIRO DE ETIQUETAGEM - N° registro: 000079/2017

    Valor R$8.000,00 - Valor à vista

    Equipamentos, homologação junto concessionária, instalação elétrica, conexão com rede elétrica, comissionamento, star up, homologação junto com concessionária(ART, Memoria Descritivo e Unifilar)

    Para regiões da cidade do Rio de Janeiro e Sul Fluminense, deve ser consultado o valor para outra região.

    Valor da fixação deve ser consultado, para tipo do telhado do cliente

    Válidade: Novembro 2018

     

     

© 2015 Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode