ANEEL amplia possibilidades para micro e minigeração distribuída

21/02/2016 11:54

Emoticon smile

A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) aprovou, nesta terça-feira (24/11/2015), aprimoramentos na Resolução Normativa nº 482/2012 que criou o Sistema de Compensação de Energia Elétrica, permitindo que o consumidor instale pequenos geradores (tais como painéis solares fotovoltaicos e microturbinas eólicas, entre outros) em sua unidade consumidora e troque energia com a distribuidora local com objetivo de reduzir o valor da sua fatura de energia elétrica.

Segundo as novas regras, que começam a valer a partir de 1º de março de 2016, será permitido o uso de qualquer fonte renovável, além da cogeração qualificada, denominando-se microgeração distribuída a central geradora com potência instalada até 75 quilowatts (KW) e minigeração distribuída aquela com potência acima de 75 kW e menor ou igual a 5 MW (sendo 3 MW para a fonte hídrica), conectadas na rede de distribuição por meio de instalações de unidades consumidoras.

Quando a quantidade de energia gerada em determinado mês for superior à energia consumida naquele período, o consumidor fica com créditos que podem ser utilizados para diminuir a fatura dos meses seguintes. De acordo com as novas regras, o prazo de validade dos créditos passou de 36 para 60 meses, sendo que eles podem também ser usados para abater o consumo de unidades consumidoras do mesmo titular situadas em outro local, desde que na área de atendimento de uma mesma distribuidora. Esse tipo de utilização dos créditos foi denominado “autoconsumo remoto”.

Outra inovação da norma diz respeito à possibilidade de instalação de geração distribuída em condomínios (empreendimentos de múltiplas unidades consumidoras). Nessa configuração, a energia gerada pode ser repartida entre os condôminos em porcentagens definidas pelos próprios consumidores.

A ANEEL criou ainda a figura da “geração compartilhada”, possibilitando que diversos interessados se unam em um consórcio ou em uma cooperativa, instalem uma micro ou minigeração distribuída e utilizem a energia gerada para redução das faturas dos consorciados ou cooperados.

Com relação aos procedimentos necessários para se conectar a micro ou minigeração distribuída à rede da distribuidora, a ANEEL estabeleceu regras que simplificam o processo: foram instituídos formulários padrão para realização da solicitação de acesso pelo consumidor. O prazo total para a distribuidora conectar usinas de até 75 kW, que era de 82 dias, foi reduzido para 34 dias. Adicionalmente, a partir de janeiro de 2017, os consumidores poderão fazer a solicitação e acompanhar o andamento de seu pedido junto à distribuidora pela internet.

A Agência acompanhará de perto a implantação das novas regras do Sistema de Compensação e prevê que até 2024 cerca de 1,2 milhão de unidades consumidoras passem a produzir sua própria energia, totalizando 4,5 gigawatts (GW) de potência instalada.

Desde a publicação da Resolução em 2012 até outubro deste ano, já foram instaladas 1.285 centrais geradoras, sendo 1.233 (96%) com a fonte solar fotovoltaica, 31 eólicas, 13 híbridas (solar/eólica), 6 movidas a biogás, 1 a biomassa e 1 hidráulica.

Voltar

Contato

Girassol Energia Solar
Rua Dezessete 40 - Resende - Rio de Janeiro
CEP 27524-592
Fixo 3385-4331
WhatsApp- 24-999898-679
Twiteer: @GirassolEnergia
Instagram: @GirassolEnergia
Facebook: @GirassolEnergiaSolar

24-3385-4331

Novidades

  • 02/11/2017 00:00

    GERADOR DE ENERGIA CANADIAN S/ ESTRUTURA 1,34 kW (Impacto Mensal na conta 160kWh/m)

    O gerador de energia fotovoltaico de 1,34 kWp é composto por:
    1 INVERSOR CANADIAN 41001345 CSI-1.5K-TL POTENCIA 1,5KW MONOFASICO 220V WLAN
    4 PAINEL SOLAR CANADIAN CS6U-335P 72 CELULAS POLICRISTALINO 6 POLEGADAS 335W
    1 STRING BOX ECOSOLYS PJ063-17 1000V 32A 01 OU 02 ENTRADAS/ 01 SAIDA C/FUSIVEL                                        25MT CABO SOLAR NEXANS 51740 ENERGYFLEX BR 0,6/1KV (1500 V DC) PRETO/VERMELHO

    Não tem armação e nem aterramento

    ESTE PRODUTO TEM SEU DESEMPENHO APROVADO PELO INMETRO E ESTÁ EM CONFORMIDADE COM O PROGRAMA BRASILEIRO DE ETIQUETAGEM - N° registro: 000079/2017

    Valor R$8.000,00 - Valor à vista

    Equipamentos, homologação junto concessionária, instalação elétrica, conexão com rede elétrica, comissionamento, star up, homologação junto com concessionária(ART, Memoria Descritivo e Unifilar)

    Para regiões da cidade do Rio de Janeiro e Sul Fluminense, deve ser consultado o valor para outra região.

    Valor da fixação deve ser consultado, para tipo do telhado do cliente

    Válidade: Novembro 2018

     

     

© 2015 Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode